fbpx
loader

A pandemia quebrou paradigmas em relação à qualidade e à produtividade do trabalho remoto. O trabalho à distância provou que funciona bem, obrigada! Com o suporte da tecnologia, os profissionais, de forma geral, absorveram com facilidade o escritório dentro de casa. Na área de comunicação, o teletrabalho já era realidade para boa parte dos profissionais de agências e jornalistas. Essa flexibilidade já vinha ganhando espaço há anos junto a este setor e o distanciamento apenas formalizou esse movimento da agência ou da redação para casa.

Os assessores de imprensa estão super acostumados a trabalhar com o inesperado – as surpresas e os imprevistos fazem praticamente parte da natureza da profissão. Mas, neste ano, o espírito aventureiro e criativo desses profissionais foi posto à prova. A pandemia afetou tudo, desde a condução dos negócios até o que dissemos, como e quando dissemos – além dos planejamentos de Comunicação que “derreteram” e tiveram que ser refeitos do zero.

Analise o cenário

Se esse cenário vai continuar incerto até a viabilidade de uma vacina, é válido analisar como podemos amenizar os estragos de comunicação e aconselhar melhor nossos clientes. Vejo aqui algumas medidas a serem tomadas.  Manter o foco em ouvir o cliente e compreender seus novos objetivos de Comunicação. É importante escutar, readequar os desafios e compreender com profundidade suas reais necessidades, bem como a dinâmica de negócios externos. Esta é a melhor maneira de atingirmos as pessoas certas, no momento certo e com a mensagem certa.

Com tantas dificuldades financeiras e desafios de orçamentos, a hora de mostrar o ROI da agência de Comunicação é agora, além de manter o foco nas entregas de resultados e KPIs. Mais do que nunca temos que ser extremamente eficientes.

Selecione bem o seu mailing

Depois de sete meses de pandemia estamos ainda restringindo e selecionando com rigor nossos contatos pessoais. Na área de Assessoria de Imprensa, o contato, mesmo que online, se restringiu também. Portanto, vale fazer abordagens mais certeiras com os jornalistas, com assuntos e pautas extremamente individualizados. Está sendo mais eficaz identificar de 03 a 10 contatos em veículos que cobrem as notícias de que você está lançando e que fornecem notícias para o público que realmente importa a seus clientes.

Seja Criativo

Devido ao gigantesco volume de notícias, ficou ainda mais difícil chamar a atenção de um repórter. Por isso, as pautas devem ser tecnicamente embasadas, ou seja, recheadas de informações relevantes como pesquisas, números, gráficos e infográficos. Ninguém tem tempo a perder, principalmente o jornalista.

Seja criativo e evite reutilizar as mesmas velhas ideias, que podem se revelar inúteis neste clima incomum. Entenda o ambiente de seu público e encontre uma nova maneira de chamar sua atenção.

Esteja presente

Mesmo online, mantenha-se presente e se mostre próximo dos seus clientes e dos jornalistas. É importante para o cliente saber que se alguma estratégia de negócio ou de comunicação mudar, o assessor de imprensa está por perto. A área de Assessoria de Imprensa é mais eficaz quando é a primeira a obter informação. Ainda, promover conversas frequentes mantém as pautas atualizadas e a relação mais amigável e humanizada.

Agregue valor

Mesmo quando as reuniões são impossíveis, leve ideias aos clientes para ajudá-los a resolver problemas e a cumprir metas. Nunca espere que o cliente venha até você com um problema que você já identificou.

Lembre aos clientes e aos jornalistas que você é essencial e que agrega valor. Conte histórias completas, precisas, relevantes – e de preferência, inéditas. Quando você entrega uma mensagem, seja autêntico e empático, pois isso pode te diferenciar dos demais.

Priorize a reputação de longo prazo sobre os ganhos de curto prazo. Nesta era, a comunidade vem antes dos negócios. Com o tempo, a economia vai se recuperar e sua reputação precisa estar ainda mais sólida. Portanto, comunique-se!