fbpx
loader

Imagina ter um bate papo direto com grandes nomes da tecnologia como Elon Musk (Tesla), Bill Gates (Microsoft) e Mark Zuckeberg (Facebook)? Uma rede social nova tem tornado isso possível, o Clubhouse. A rede, lançada em abril de 2020, ficou famosa pelo formato diferenciado, pela adesão de grandes personalidades e pelas oportunidades de networking e troca de ideias.

Em menos de um ano de funcionamento, o Clubhouse já está avaliado em cerca de US$ 1 bilhão e conta com mais de 6 milhões de usuários, apesar de ser uma rede exclusiva. Para entrar no Clubhouse é necessário receber o convite de algum usuário, além disso, a rede social por enquanto só funciona em aparelhos iOS (iPhones e iPads), mas já anunciou que estará disponível para Android em breve.

O sucesso da plataforma tem impulsionado inclusive outras redes sociais a adotarem o mesmo formato. Recentemente o Telegram e o Twitter lançaram funções semelhantes dentro de suas plataformas, o Spaces do Twitter conta com transcrição de áudio para tornar o recurso mais acessível, enquanto o Facebook está trabalhando em um modelo parecido com o do Clubhouse.

Como funciona o Clubhouse?

O grande diferencial do Clubhouse é a aposta no áudio, o aplicativo não permite o envio de fotos ou mensagens de texto nas conversas. Dependendo do seu nível de usuário no aplicativo, você consegue criar clubes ou salas. Para criar um clube é necessário um nível de participação alto na plataforma, já a sala pode ser criada por qualquer pessoa.

Os chats ocorrem sempre ao vivo e não podem ser gravados, inclusive esse é um dos motivos de expulsão da plataforma. As salas possuem os “moderators”, moderadores da sala, os “speakers”, usuários que podem falar durante o bate papo, e os “listeners”, que são os ouvintes da conversa. Os temas podem variar e cada sala de bate papo consegue reunir até 5 mil pessoas.

Os ouvintes podem solicitar a participação aos moderadores durante o bate papo apertando em um ícone em forma de mão. Quando a solicitação é aceita pelo moderador, o “listener” vira um “speaker” e pode fazer perguntas ou contribuir com o tema. Essas participações aumentam o nível do usuário, que vai ganhando mais engajamento e privilégios dentro da plataforma.

Posso selecionar o meu público?

Sim, no Clubhouse você pode criar sua estratégia e definir o público que você quer que participe. Isso pode ser definido ao criar uma sala, podendo ser:

Aberta: Qualquer usuário pode entrar

Social: Apenas para quem você segue

Privada: O usuário escolhe quem pode participar.

A plataforma ainda não permite monetizar a partir do formato, como pagar para entrar em uma sala de bate papo exclusiva, mas as possibilidades de monetização estão em pauta pelos criadores do aplicativo.

Qual o potencial para gerar negócios?

Apesar de já ter um ano de vida, o Clubhouse se popularizou mesmo em janeiro de 2021, quando o Elon Musk resolveu participar da plataforma. Por ser recente, há ainda muito a descobrir sobre essa rede social, mas ela tem um grande potencial de expansão e é uma excelente opção para networking, marketing e negócios.

Isso porque a proposta de espontaneidade, que não permite uma edição prévia como acontece nas demais rede, e o caráter interativo potencializa a credibilidade, autenticidade e confiabilidade de profissionais e das empresas que eles representam. É possível crescer e gerar um perfil de autoridade dentro da plataforma, que pode ser muito interessante para os negócios.

Muitas vezes, ao participar de uma sala temática, é possível se apresentar, falar um pouco sobre o trabalho que você desenvolve. A partir do seu nível de conhecimento e do seu discurso, as pessoas podem acabar se interessando por você, pela sua empresa, ou pelo seu produto e podem oferecer propostas.

Além disso, a plataforma funciona como ponte para outras redes. Quando você participa de uma sala de bate papo, os usuários que se interessam pelo que você está falando podem clicar na sua foto, te seguirem e acessarem outras redes sociais como o Linkedin, o Instagram e o Twitter, onde passam a acompanhar os conteúdos que você posta com mais frequência.

Dicas para crescer no Clubhouse

O primeiro passo para ter um perfil de sucesso dentro do Clubhouse é desenvolver um bom perfil. A foto deve ser de qualidade e destacar o seu rosto, muita atenção nas cores, elas ajudam a destacar o perfil.

A sua biografia deve ser muito bem pensada, o texto deve incluir palavras-chaves de acordo com o seu negócio ou os seus interesses na plataforma. As três primeiras linhas merecem uma atenção especial, pois em uma sala de bate-papo é o que vai aparecer para as pessoas ao tocarem na sua foto.

Um diferencial importante são os emojis, os algoritmos da plataforma leem os desenhos e conseguem direcionar e conectar pessoas de interesse semelhante a partir deles, assim como as palavras-chave. Por isso, é recomendado fazer uso dos emojis na sua descrição da bio.

Feito isso, você começa a crescer dentro da plataforma ao participar das salas de bate papos e interagir durante as sessões com insights e perguntas. A plataforma exige tempo e dedicação, assim como todas as outras, a diferença é que no Clubhouse, não é possível delegar essa tarefa para outras pessoas, você terá que participar ativamente da plataforma para que o seu perfil cresça.

O próximo passo, após participar das salas, interagir com as pessoas e criar conexões, é fazer as suas próprias salas de bate papo. A rede indica que você faça bate papos periódicos no mínimo duas vezes por semana em um horário predefinido. Você também pode ser convidado a participar como palestrante em salas e clubes que estão mais consolidados e possuem um número maior de espectadores.

Gostou das dicas? Entre em contato conosco e saiba qual a melhor estratégia de comunicação para sua empresa.


Isabelle Albuquerque

Isabelle Albuquerque

Formada em Jornalismo pela Universidade Federal de Alagoas e, atualmente, acadêmica de Análise e Desenvolvimento de Sistemas pela Estácio de Sá, Isabelle Carvalho atua há mais de 8 anos com Comunicação Corporativa no mercado de Tecnologia da Informação.