fbpx
loader

A quinta geração das comunicações móveis, popularmente conhecida por 5G, é aguardada com expectativa pelos brasileiros e promete não só mudar a vida das pessoas, com downloads, processamento de dados e jogos mais rápidos, mas também, revolucionar a tecnologia de Inteligência Artificial (IA) e Internet das Coisas (IoT).

A implementação do 5G é um dos processos necessários para a efetivação da Indústria 4.0,  permitindo os melhores resultados para a tecnologia IA e IoT, como aplicações em carros autônomos, telemedicina e smart cities.

Ao longo do tempo tivemos evoluções dos “G’s”, como por exemplo a transição do 3G para o 4G. Aguardamos muito por isso também, não? Mas a transição para o 5G promete revolucionar muito mais os processos de TI e Telecom.

Mas afinal, por que o 5G é tão diferente dos antecessores?

Os antecessores do 5G também trouxeram funcionalidades importantes para a época, visando a melhoria de conectividade de voz e dados, no entanto, o 5G, traz uma transformação muito mais radical que a conectividade, ele também vem com redução de latência e a possibilidade de network slicing, que é o fatiamento de redes. Além disso, o 5G possui um aumento da velocidade de acesso, que pode chegar a 20 gigabytes por segundo (GBps), ou seja, teríamos conexões similares aos da fibra ótica, mas em aparelhos móveis.

E a “esquecida” latência do 5G?

A latência é o tempo em que um sinal leva para chegar de um ponto ao outro e, embora seja menos comentada, é tão importante quanto o aumento de velocidade. No 5G, a latência é menor do que um milésimo de segundo, 70 vezes menor que a do 4G.

E por que latência é tão importante?

Para carros autônomos que se comunicam diariamente com sensores nas ruas e com demais automóveis, o tempo de aplicação do 5G com a latência mais baixa, seria muito mais rápido, evitando acidentes.

A baixa latência também é muito importante para a telemedicina, onde os médicos fazem cirurgias à distância controlando um robô, ajudando o cirurgião a obter alta capacidade de rede para transmissão de imagens.

Além disso, o 5G potencializa as smart cities, com a análise de dados, câmeras, sensores e integrações de sistemas com respostas em tempo real, beneficiando a mobilidade urbana e a segurança pública.

Conexões rápidas e baixa latência. Você também está ansioso para esta Revolução? Comente no nosso Instagram e conheça nossos serviços especializados em TI e Telecom!


Giovanna de Castro

Giovanna de Castro

Recém-formada em Jornalismo pela UNIP. Cursando MBA em Maketing Digital pela Anhembi Morumbi. Apaixonada por línguas e comunicação. Buscando cada dia aprender mais.