fbpx
loader

O ano mal começou e as empresas do segmento de TI e Telecom correm para planejar suas iniciativas de marketing para 2021, buscando corrigir erros de 2020 ou aprimorar o que foi feito. Ainda sem perspectivas de um retorno em definitivo às atividades presenciais, companhias de diversos tamanhos tentam adequar suas estratégias a esse novo cenário, onde o marketing digital disputa espaço palmo a palmo com o marketing tradicional.

Segundo uma pesquisa da Marketing Charts com CMOs, o valor gasto em Social Media, por exemplo, representou 24% do total dos orçamentos de marketing durante o Q2 de 2020. E essa tendência deve continuar crescendo em 2021, à medida em que as empresas passam a ter no Digital um elemento central da jornada dos seus clientes, seja para reforçar a autoridade em determinada área, seja para nutrir leads com conteúdo e reter clientes já existentes.

É claro que nem tudo se aplica à TI e Telecom, um segmento tradicionalmente baseado em eventos do mercado, roadshows próprios e almoços de negócio. Contudo, muitas tendências se aplicam sim, tendo em vista a necessidade geral das empresas de posicionar sua marca e gerar oportunidades. Nesse artigo, reunimos três das tendências macro mais comentadas no mercado e como elas podem ser aplicadas aos nossos clientes. Confira!

“Visite nosso estande?” A aceleração do Digital

À essa altura do campeonato, falar em “marketing digital” é chover no molhado: todo marketing hoje é digital. Com o COVID-19 grassando por todo o globo em 2020, as companhias não tiveram outra escolha a não ser fazer eventos virtuais, dando origem a uma enxurrada de webinars. Mas além dos eventos virtuais, outras três estratégias devem crescer em 2021: o uso de vídeos e podcasts, os blogs com SEO local e a automação com email marketing.

Com o aumento do tempo gasto online, o conteúdo em vídeo e podcast só tende a aumentar também, com as empresas de TI e Telecom adotando esses formatos para prover informações que aumentem a consideração dos decisores por seus produtos e serviços. Ainda assim, o blog continua a ser a ferramenta por excelência do Digital, posicionando a companhia organicamente no Google (de preferência com SEO na língua local, no caso das multinacionais).

Já a automação com email marketing, que teve um boom no início dos anos 2010 e depois teve uma queda, tem tudo para voltar com mais força. A projeção é a de que as vendas de softwares desse tipo dobrarão nos próximos cinco anos (de US$ 6,08 bilhões para US$ 16,87 bilhões). Contudo, sua implementação só será bem sucedida se ela estiver de fato integrada a estratégias de retenção do cliente e inserida em uma jornada clara definida para ele no ambiente digital.

Domínio do Account-Based Marketing (ABM)

Creio que nenhum segmento tem tanto a ganhar com o marketing baseado em contas quanto o de TI e Telecom. Ao focar em uma abordagem customizada para contas específicas, o ABM pode alavancar receitas de verdade e otimizar o ROI de marketing, ao invés de gerar uma grande quantidade de leads que na maioria das vezes não levam a nada. O ABM ainda tem a vantagem de fidelizar clientes já existentes, engajando-os até torná-los advocates da marca.

Contudo, a falta de integração entre Marketing e Vendas nas empresas ainda é um desafio para iniciativas desse tipo. Segundo uma pesquisa da Terminus, apenas 13% das empresas afirmam que suas equipes estão totalmente integradas ao programa ABM. Em 2021, será preciso que as equipes de Marketing e Vendas não apenas saibam o que cada uma está fazendo, mas que estejam realmente integradas e trabalhando juntas em iniciativas de ABM.

Foco no employee branding e no social selling

Com muitos dos funcionários trabalhando remotamente pela primeira vez, as equipes de RH e Marketing perceberam rápido que a pandemia impactaria a produtividade e satisfação profissional dos colaboradores, minando a imagem da empresa de dentro para fora. Logo, vimos muitas empresas adotando estratégias internas de branding para fortalecer a cultura corporativa e a integração entre as equipes, um movimento que só tende a aumentar em 2021.

Por outro lado, iniciativas de social selling – que foram meio deixadas de lado, é verdade – devem voltar com tudo também, à medida que as equipes de Vendas são mais cobradas a se posicionarem no ambiente digital.Nesse sentido, as empresas de TI e Telecom deverão criar um board de advocates, que possam compartilhar conteúdo customizado e com maior frequência em seus perfis do LinkedIn, aumentando o alcance da marca para um público qualificado.

Por fim, é preciso lembrar que a maioria dos líderes de marketing e comunicação se apoia em agências para implementar suas estratégias, tanto na criação e promoção do conteúdo (59%, segundo um estudo da Delloite), quanto no provimento de insights e consultoria (31%). Em ambos os casos, a Capital Informação é a agência ideal para empresas de TI e Telecom. Entre em contato conosco e obtenha ajuda especializada para implementar sua estratégia em 2021.


Diego de Oliveira

Diego de Oliveira

Diego Macedo é um profissional viciado em tecnologia, com experiência em RP, mídias sociais e produção audiovisual, com foco em conectar empresas e público com um conteúdo envolvente, em qualquer formato. É também apreciador de Literatura, guitarrista (semi-aposentado) e pai de uma linda garotinha chamada Ísis.